top of page
  • Foto do escritorGabriel Ivo

Como lidar com nossa própria agressividade?

"Como lidar com a minha agressividade?"

Indiscutível que agressão não é algo saudável para os indivíduos e para a sociedade. Por lei, em tese, ninguém tem o direito de agredir ninguém. Fisicamente, verbalmente, psicologicamente.


Mas agressão não é sinônimo de agressividade.


Somos um constante conflito entre o nosso lado natural e nosso lado civilizado. Comer, dormir, ir ao banheiro, suar e adoecer são questões naturais. Usar talheres, o lugar no qual eu durmo, como usar o banheiro, usar desodorante e me tratar com remédios são questões de civilização. Educação e respeito não são conceitos naturais, são do homem, da civilização.


Na existência humana, como seres no mundo que habitamos, às vezes precisamos ser agressivos para não sermos agredidos. E isso é natural.


O sentimento agressivo não é gratuito. Ele nos diz alguma coisa, que seja de um instinto de sobrevivência primitivo.


O que está me deixando agressivo?

O que está ameaçando a minha paz ou a mim mesmo?


Sem romantizações, às vezes a única ameaça é a minha fantasia do mundo ideal. Queria um dia perfeito, mas atrasei, tá muito calor, eu fiquei preso no trânsito. Se alguém esbarra em mim na hora, a chance de eu soltar uma agressão verbal é bem maior do que se eu estivesse no horário, sem calor e sem trânsito.


E por isso a norma social exigirá que eu abra mão da minha agressividade pelo bem estar social.


Mas e quando a agressividade é justamente uma reação? Reação a uma relação abusiva, no âmbito pessoal ou profissional?


E a saúde mental?


Existem diagnósticos e receitas médicas que são fechados em cima de pessoas que respondem "com violência" ou de "forma inadequada" a situações sociais. E quando escutamos quais são essas situações, são situações onde elas se sentem agredidas ou caladas.


Crises de ansiedade e pânico também acontecem por falta de recursos para lidar com a hostilidade do outro.


Muitas vezes um comportamento agressivo é censurado mesmo sendo resposta a uma violência. Principalmente se você for mulher, ainda mais se for uma mulher preta.


Então não se trata de "liberar toda a agressividade" no mundo, mas talvez questionar o que a tua agressividade diz sobre o teu sofrimento?


Você já foi agressivo para se defender e te chamaram de louco?

Já tentaram descredibilizar tua verdade por causa do teu tom de voz?

コメント


bottom of page