top of page
  • Foto do escritorGabriel Ivo

Já sentiu que o tratamento não está funcionando?

"Já tomo remédio e me trato há algum tempo. Por que o meu tratamento não funciona?"

Não é incomum o caso de pessoas que buscam tratamento em saúde mental, recebem um tratamento (psicoterapia e medicação, por exemplo), e mesmo seguindo as orientações, não sentem melhora nos próprios sintomas.


Diferente de uma infecção na qual apenas com remédios eu consigo me livrar do sintoma, em saúde mental, apenas tomar remédio e frequentar religiosamente a psicoterapia não é uma garantia de alívio de um sintoma.


Por exemplo, num caso de depressão, não é a medicação a responsável por fazer a "depressão sumir". Ou, num caso de transtorno bipolar, também não é a medicação a garantia que os episódios de crise não aconteçam.


Medicação trata a consequência do sintoma. Se o mal-estar tira o sono ou dá muito sono, há medicação para regular o sono. Se aparece uma compulsão alimentar ou falta de apetite, há medicação para regular a fome. Se acontecem pensamentos negativos repetitivos, há medicação para diminuir a atividade neuronal e aumentar a dopamina no sistema nervoso.


Afinal, você precisa pagar tuas contas, e quando uma noite mal dormida ou um desânimo em excesso colocam em risco o teu profissional, muitas vezes você não tem condições de parar num ano sabático pra se curar.


Com ou sem medicação, a ideia é que assim que a consequência desse mal-estar esteja minimamente "estancada", haja um espaço para pensar na origem dele.


De onde surge ou quando esse mal-estar começa a ser medicado ou tratado? Talvez sempre houve dificuldade com sono, alimentação e pensamentos negativos, mas o que eles dizem? Quando acontecem? Em quais situações eles te paralisam?


Qual cena se liga com o teu sintoma? Foi um momento pontual ou tua rotina envolve lidar com o que te adoece?


Teu tratamento envolve questões como essas ou a tua expectativa é que somente não faltar na psicoterapia e com a medicação bastariam pra "te deixar saudável" pra continuar ignorando e vivendo aquilo que te adoece?

Você tem espaço pra pensar a origem do seu sintoma e localizar o que te adoece? Você consegue lidar ou pensar em como lidar com o que te adoece?

Kommentarer


bottom of page