top of page
  • Foto do escritorGabriel Ivo

Qual a relação entre autoestima e ansiedade?

Falamos muito sobre ansiedade. Controle da ansiedade, medicalização da ansiedade. Mas qual relação podemos pensar entre autoestima e ansiedade?

Quando minha autoestima está alta, tá tranquilo. Eu sei que consigo, eu dou conta, eu banco. Me questiono menos, sei que o que vem a seguir não vai me derrubar. Uma sensação de garantia, talvez falsa, mas está tudo bem. Tenho menos medo.


Com a minha autoestima baixa, é diferente. Fico mais inseguro, então não tá tranquilo. Fico tenso. Não sei se vou conseguir, não sei se vou dar conta, acho que não vou conseguir bancar. Me questiono o tempo todo numa tentativa de me preparar para o que vem a seguir porque o que vem, possivelmente, pode me derrubar. Uma sensação constante, também falsa, de que tudo vai dar errado. Não fico bem, fico com medo.


Com isso podemos pensar que autoestima e ansiedade são inversamente proporcionais. Ou seja, quanto mais autoestima menos ansiedade e quanto menos autoestima mais ansiedade.


Então mais do que falarmos sobre ansiedade, precisamos falar sobre autoestima. Como está a tua autoestima durante os teus picos de ansiedade? E quais fatores, nesse momento, interferem nela? Está mais alta ou mais baixa por quê?


E não falo apenas da autoestima em relação a aparência, apesar de ela ser bem importante. Mas como está tua autoestima em relação ao teu trabalho? Dentro das tuas relações pessoais?


Se o mundo acabar em breve, você larga tudo pra ir viver o que te resta como você realmente gostaria de viver ou onde você está você já está vivendo tua melhor versão?


コメント


bottom of page